Debate sobre Eleições e Fake News abre o semestre

26/2/2018

 

O painel sobre Eleições, Jornalismo e Fake News reuniu centenas de estudantes, profissionais e professores no Auditório Castelo Branco na reitoria da UFC, na tarde da quinta 22 de fevereiro. Participaram da discussão os jornalistas Isabela Martin do Sistema Jangadeiro/Tribuna do Ceará, Gualter Sales do Jornal O Povo, Donizete Arruda do Portal CNews e Ildefonso Rodrigues do Diário do Nordeste com a mediação do professor Luís Sérgio Santos. Os participantes expuseram suas ideias na primeira hora e depois o público fez intervenções e perguntas sobre o assunto.

 

Confira algumas ideias dos painelistas sobre o assunto:

Isabela Martin: O Fake News não é o mesmo que a mentira. É uma distorção de um fato criado para atender a expectativa de um público.

Gaulter Sales: O Fake News existe, nas eleições, desde os panfletos apófricos e fortalecem o jornalismo porque o público precisa da apuração e aprofundamento dos jornalistas.

Donizete Arruda: O Fake News é um resultado do jornalismo de escritório e declaratório, quando os jornalistas são dependentes de suas fontes que podem traí-los.

Ildefonso Rodrigues: A formação acadêmica do jornalista precisa ser fortalecida para evitar o Fake News, por através de entrevista de profundidade, etnografia, análise documental, a checagem e a curadoria se tornam mais consistentes.

 

Antes do painel, o coordenador do curso Ismar Capistrano fez a abertura do semestre lembrando os avanços de 2017, principalmente, sobre a reforma curricular e falou dos desafios do Plano de Melhoria do Curso para 2018.

Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Tags