Estudantes de Jornalismo da UFC produzem revista e documentário sobre microcefalia no Ceará

1/11/2017

Há exatos dois anos, o Ministério da Saúde iniciava as investigações sobre o surto de
microcefalia que tomava conta de alguns estados do Brasil, em especial Pernambuco. De lá
para cá, muito se descobriu sobre a causa frequente da malformação e os governos
municipais, estaduais e federal elaboraram políticas públicas a fim de atender às famílias que
receberiam a notícia pelos diversos centros de atenção espalhados pelo País.


No Ceará não foi diferente. Ainda que o investimento do governo federal com
relação à síndrome congênita do Zika vírus fosse abaixo do esperado, as esferas locais deram
relativo suporte para os primeiros casos que surgiram. Policlínicas divididas de acordo com as
macrorregiões de saúde do Ceará disponibilizaram serviço de diagnóstico para síndrome
congênita e tratamento especializado, como a estimulação precoce, na intenção de minimizar
os danos provocados pela síndrome.


Nesse contexto surgiu o projeto transmídia Macroamores, defendido como Trabalho
de Conclusão de Curso (TCC) dos agora jornalistas Marcelo Monteiro e Cadu Freitas no Curso
de Jornalismo da Universidade Federal do Ceará (UFC). O trabalho compreende uma revista
educativa impressa e um documentário audiovisual que tentam dar conta do contexto relativo
à microcefalia no Ceará e os efeitos causados por ela.


O projeto, de dez meses de apuração, traz consigo a Revista Com Ciência, baseada
nos preceitos do jornalismo científico e responsável pela contextualização da microcefalia, e o
documentário Macroamores, pontuando histórias de famílias de quatro diferentes municípios
cearenses (Fortaleza, Várzea Alegre, Barbalha e Juazeiro do Norte) sobre o período em que um
bebê com a malformação começou a fazer parte de suas vidas. A orientação foi da professora
Naiana Rodrigues.


A Revista Com Ciência apresenta, além de pautas como a discussão científica com
professores da UFC acerca do conceito de microcefalia, reportagens sobre dados e fatos
históricos sobre a microcefalia; a estimulação precoce — mostrando a atuação do Núcleo de
Tratamento e Estimulação Precoce (Nutep) —; a atuação de municípios, estados e federação
frente à microcefalia; as consequências psicológicas que uma gravidez pode acarretar à mãe e
uma entrevista com Ana Carolina Cáceres, jornalista com microcefalia e ativista da saúde.
Você pode conferir a Revista com Ciência neste link e o documentário Macroamores
aqui.


Link para Revista Com Ciência:
https://drive.google.com/file/d/0B5vk9abTjvYdLVNMZWtBUnNMU0U/view
Link para documentário Macroamores:
https://www.youtube.com/watch?v=Zy9RJiklHQ4
Contato: Marcelo Monteiro (99773-1633), marceloandrey.monteiro@gmail.com
Cadu Freitas (99633-1833), carloseduardopfreitas@gmail.com
Naiana Rodrigues (98811-3367), naianarodrigues@gmail.com
Ou ainda pelo email: revistacomciencia.ufc@gmail.com

Please reload

Notícias recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Tags
Redes sociais
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon

© 2017 Curso de Jornalismo da UFC. Criado com Wix.com

 

+55 85 3366.7710   |   coordenacaojornalismo@ufc.br

Avenida da Universidade, 2762, Benfica, Fortaleza - Ceará CEP 60020-180 

  • Facebook Black Round
  • Instagram Black Round