Search

Autora cearense abre financiamento coletivo para publicar obra sobre personagens de naufrágio em rio


No dia 23 de junho, uma campanha de financiamento coletivo foi aberta na plataforma on-line Catarse para que o livro seja publicado.

Em “Perpétua”, livro-reportagem produzido inicialmente como trabalho de conclusão do curso de Jornalismo, da Universidade Federal do Ceará (UFC), Maggie Paiva* retrata os caminhos e acontecimentos que levaram ao fatídico naufrágio do Jolú, embarcação que desapareceu sob as águas do Rio Amazonas, no Pará, em abril de 1984.

Valendo-se do gênero de romance de não-ficção, a autora apresenta a história da perspectiva de uma singular personagem: Perpétua, cearense de Quixadá, mulher forte e determinada, marcada por suas andanças pelo Brasil em busca de uma vida melhor para si e para sua família. Lado a lado com Perpétua, estão personagens igualmente marcantes e complexos, como o incansável Gedeão, o pequeno Daía, ou a curiosa Deane. É sob essa multiplicidade de olhares que Maggie Paiva costura fatos e memórias para reconstruir e tentar compreender as causas de uma tragédia desconhecida por muitos, e como tal fato repercutiu nas vidas daqueles que foram afetados direta ou indiretamente por ela.

Para produzir essa obra, a jornalista viajou de Fortaleza ao Pará, onde refez o trajeto do Jolú, porém no sentido inverso, indo de Belém a Santarém. Além disso, ao longo de um mês, visitando, sozinha, os múltiplos cenários que compõem essa história, foi capaz de resgatar alguns fragmentos do passado e trazê-los à tona em uma narrativa objetiva e envolvente.

Para que possa publicar uma tiragem inicial de 300 exemplares da história de Perpétua, a autora lança mão de uma tendência cada vez mais disseminada atualmente: o financiamento coletivo, uma forma de arrecadar doações de um público vasto para realização de projetos que não têm outra forma de obter recursos para serem realizados. Quem contribuir com o financiamento de “Perpétua” na plataforma Catarse poderá receber vários tipos de recompensas. De acordo com o valor da doação, é possível ter o nome registrado nos agradecimentos do livro, ganhar um marcador personalizado autografado, cartões-postais estampados com imagens clicadas pela autora em sua viagem pelo Norte, ou até mesmo um exemplar do livro.

A campanha “Perpétua - Ajude a publicar essa história” teve início em 23 de junho deste ano, com a perspectiva de realizar o lançamento da obra em dezembro. Mas, para isso, é necessário que os R$ 9.000 necessários para edição, impressão e divulgação da obra sejam arrecadados até outubro.

Prêmios E “Perpétua” já demonstrou a força de sua trama e composição. Na 18ª edição da Exposição de Pesquisa Experimental em Comunicação ( Expocom), etapa Nordeste, o livro reportagem ganhou o primeiro lugar em sua categoria. O evento, que ocorreu entre os dias 29 de junho e 1º de julho, na cidade de Fortaleza, premiou as melhores produções concorrentes do meio acadêmico. Agora a produção literária segue competindo em categoria nacional.

Para contribuir para a publicação de Perpétua, basta acessar o endereço da campanha no Catarse: https://www.catarse.me/perpetua_ajude_a_publicar_essa_historia_d72f .

*A autora é parceira da Lírou Assessoria e Comunicação, primeira agência cearense de assessoria para escritores nacionais.

Texto: Release enviado pela autora.